Conheça a surpreendente e fascinante Londres

Neste post vou mostrar um pouco do que conheci em Londres: o Palácio de Buckingham,  Notting Hill,  Tower Bridge, London Eye (a roda gigante) e o famoso relógio de Big Ben. Como fiquei pouco tempo, nem tudo deu para conhecer. Mas posso dizer que valeu a pena. Foi muito melhor do que eu imaginava.

Então, preparado(a)? Estão convidados a fazer uma viagem fascinante por esta surpreendente cidade! Tem bastante foto. Então… aprecie e viage comigo! 🙂

Se você quiser ler depois, deixei disponível este e-book. É o mesmo post, só que em formato para leitura no seu note ou no seu celular.

Ah! Quer nos conhecer melhor? Então nos acompanhe:

instaFabi faceFabi

Assim como Barcelona (veja aqui sobre Barcelona – Espanha), fui visitar também Londres nas minhas férias deste ano.  Na alfândega tive que preencher de onde eu vinha, pra onde eu iria no final e quanto tempo iria ficar. Quem me perguntava isso tinha um inglês fácil de entender. Não tive problemas em responder e de ser entendida, que era o mais importante. Em seguida, de dentro do aeroporto, peguei o trem que ia direto para o centro, o Heathrow Express (site oficial Heathrow Express).  Vale a pena comprar. É mais caro, mas mais rápido. No caminho, fui observando a paisagem. É bem industrial e um tanto sombrio, diria. Você percebe que é bem antigo por conta de muitos tijolos,  várias ferrrovias que percorrem em paralelo e não tem muitas árvores. Pelo menos não do lado que eu estava…

Quando cheguei, imaginava Londres bem diferente em um primeiro momento. Imaginava que era bem escura e com pouca iluminação. Ao contrário. É bem iluminada e movimentada. Nada muito diferente do que uma capital.

Chegando no ponto final, em Paddington, parece com a estação da Luz, em SP. Vários trens e metros param por lá. Quanto a sua arquitetura, diria que as construções são do início do século XX. Muita gente. Fluxo normal de SP em horário de pico. Sim, sim, também é lotadíssimo. É bem sinalizado para sair, mas confesso que deu um pouco de medo. Aquele medo de se perder e de descobrirem que você é turista… rss.. mas descobrem, este cabelo preto e cara de latina, fácil que descobrem… rss…  Era medo de estar ali sozinha naquela cidade diferente, onde eu não conhecia absolutamente nada e nem ninguém. Apesar de saber inglês, o medo ficava dentro de mim e aquele frio barriga predominava. A minha frase era: “Se der medo, vai com medo mesmo”. Era um dos meus sonhos que estava se realizando e eu nem acreditava. Londres. Então, bora colocar o medo no bolso e realizar aquele sonho de criança. ❤

 

Estação de Paddington

Estação de Paddington

Estação de Paddignton - acessos
Estação de Paddignton – acessos – fonte: Bagagem cultural

Na saída da estação, a paisagem continuava bem industrial, com arquiteturas robustas e imponentes. Mesmo em um hospital que passei para perguntar onde ficava o Hotel, não parecia um hospital mesmo. A impressão que eu tive era que ali algum dia funcionava uma fábrica. Para mim tudo lembrava uma grande fábrica. Aquele trecho dali era assim. A medida que fui caminhando reparei nas diversas câmeras instaladas. Os portões das travessas eram em sua maioria pretos e com lanças, sabe? Parecia que eu ia entrar em algum portal.

Abaixo, eu busquei no Google Map para você ter uma ideia da arquitetura da cidade. Vejam que tem algumas áreas arborizadas, a maioria parecem grandes escolas tradicionais e clássicas, mas não, são comércios onde a maioria é indiano ou mussulmano. A estação de Paddignton está a esquerda da foto abaixo. O Hotel Classic Hotel onde fiquei estava na rua Sussex Gardens, abaixo, nas ruas arborizadas.

Vista geral - google map
Vista geral – google maps

Abaixo a foto que tirei quando estava no quarto do Hotel. Lembra o filme do Harry Potter, não? Nublado, friozinho, um certo suspense.. Em algum momento também achava que viria alguém correndo em cima dos telhados. Ok. Viajei agora… rss… já vi muito filme de ação… rss… 007 foi filmado em Londres. Algumas das cenas passam pelos principais pontos turísticos. Reparem.

Londres - vista do quarto do Hotel
Londres – vista do quarto do Hotel
Londres, em frente ao Hotel
Londres, em frente ao Hotel

Os ingleses são mais bem humorados do que eu imaginava. A maioria dos programas eram tipo talk show ou aqueles de comédia ao vivo, improvisada. Tinham competições entre artistas e tudo mais, tipo gincana. Isso, eu reparei nisso… rss…

No Hotel peguei um mapa de trem (existem vários legais) e já me programei para o dia seguinte. Meta:  conhecer o Palácio de Buckingham e conhecer o metro de Londres. Hmm… o metro é tenebroso hein? Feio mesmo. Um labirinto sinistro e arrepiante, mas muito bem sinalizado. Com o tempo você acostuma andar por ali.

DICA: Compre seu ticket para andar de metro. Sai mais barato. O transporte em Londres é caro, viu?  Ou você pode comprar por dia ou pelo tempo que você ficar. As cabines de compra são fáceis de encontrar e aceitam cartão e dinheiro. Eu comprei o diário. Você também pode comprar Oyster Card.  Guarde esse nome. Veja aqui  outro site pra você se informar e comprar, se quiser. 

Londres, a caminho do Palacio de Buckingham
Londres, a caminho do Palacio de Buckingham

 

PALÁCIO DE BUCKINGHAM

Estava chegando no Palácio de Buckingham, à esquerda. As colunas altas e os portões lá na frente abertos, indicavam a entrada do Palácio. Não sabia. Apenas fui andando até ver se era mesmo por lá. Os carros pretos mais antigos, são taxis. Há muito carro novo na cidade.

Chegando no Palácio de Buckingham
Chegando no Palácio de Buckingham

O Palácio de Buckingham tem um formato retangular. Cercado por câmeras, quando você chega perto você percebe a imponência dos portões dourados (Golden Gate). Ali você percebe os séculos de monarquia. Ao chegar bem perto, existem detalhes da época do século XVIII, XIX. “Os 77 mil metros quadrados de área construída foram erguidos ao longo de mais de 75 anos. Era uma grande casa do Duque de Buckingham adquirida pelo Rei Jorge III, em 1762. O Palácio tornou-se a residência oficial da monarquia britânica em 1837, com a ascensão da Rainha Vitória.”

Imagino que dentro deva ter muito mais história do que possamos imaginar. Aliás, é o que fazem quando visitamos Madame Tussuads, contam a história de Londres. Reparem que ali também existe o fluxo de carro normal, de pessoas locais que trabalham no dia-a-dia. Não pára pra nada…

Em frente ao Palácio de Buckingham
Em frente ao Palácio de Buckingham

Se você quiser ver a troca de guarda, ela acontece conforme cronograma disponível no site oficial: The Royal Family. Depedendo da época, a troca acontece todo dia. No meu caso, que fui em abril, era terça e quinta. Então é bom conferir quando for.

A minha impressão inicial foi de tumulto demais!!! Muita gente curiosa querendo conhecer o Palácio (incluindo eu.. rss…). Muita gente alta! :(. Eu ficava na ponta do pé e esticava o bracinho pra tirar foto. Saiu alguma coisa.. rss… Depois, o guarda deu a dica que se ficasse de frente para o portão daria pra ver melhor. Sim. Isso foi verdade. Foi onde consegui tirar as melhores fotos 🙂

Pessoas esperando a troca de guarda
Pessoas esperando a troca de guarda

 

Como chegar no Palácio de Buckinghan

Endereço: Buckingham Palace London SW1A 1AA

Estações de metrô mais próximas: Victoria, Green Park e Hyde Park Corner.

Ônibus:
Números 11, 211, 239, C1, e C10, descer na parada Buckingham Palace Road.

 

Londres - Troca da guarda no Palácio de Buckinham
Londres – Portão principal – reparem nos detalhes do portão
Londres, palácio de Buckingham
Londres, palácio de Buckingham
Palácio de Buckingham troca de guarda
Palácio de Buckingham troca de guarda
Londres - troca de guarda
Londres – troca de guarda
Londres, Palácio de Buckingham - portão principal
Londres, Palácio de Buckingham – portão principal
Palácio de Buckingham
Palácio de Buckingham

 

Estátua da rainha Victoria

Estátua da rainha Victoria

Vida que segue. Trânsito local em torno do palácio
Vida que segue. Trânsito local em torno do palácio
Trânsito local - em frente a estátua da rainha Victoria
Trânsito local – em frente a estátua da rainha Victoria

 

AS ESTAÇÕES DE METRO (UNDERGROUND)

As estações, em sua maioria eram sombrias, mas dava pra se localizar bem. Entre uma estação e outra, claro que me perdi.. rss.. Mas não teve problema. Era só falar que iria para Paddignton que já me diziam como chegar.

Victoria Station
Victoria Station
Victoria Station
Victoria Station

A estação Victoria, perto do Palácio de Buckingham, é grande, mas para entrar no metro (Underground que eles falam), é estreita. Achei ótimo o contraste do novo para o velho. O novo, ainda dentro da estação e suas diversas saídas, e o velho, entrando no metro. Ali começa como se fosse um túnel. Lotado, lotado, lotado. Mas o povo foi bem educado. Absurdamente educado, a ponto dos atendentes do metro de pedir desculpas pelo tumulto e que voltássemos em paz, tranquilos. Oi? Jura?

 

NOTTING HILL

Um lugar chamado Notting Hill. Olha, posso dizer que é muito melhor do que eu esperava. Eu ia ficar em torno de uma hora e já voltaria para cidade, que nada, fiquei umas 4hs. Achei ótimo! Achei um ambiente bem gostoso. Tranquilo de andar. As ruas com algumas casas coloridas, onde pelo que eu li, foram estábulos. Gostei. Não sabia da feira que existia por lá. Descobri depois que se chama Portobello Market. Todas as lembranças que eu havia comprado lá perto do Madame Tussads, na feira eram metade do preço. Ok. Não sabia mesmo… rss..

Olha! Fiquei andando meio sem rumo mesmo. Percorri toda a feira e fui parar em algum local longe da estação que desci. Era o que eu sabia. Entrei por outras ruas e mal sabia onde estava. Pra mim tudo era válido pra conhecer. Me achei, mas andei bem até me achar… rss… Um local me ajudou a me achar. 🙂

Pra quem quiser conhecer mais sobre Nothing Hill, vejam este mapa que achei interessante.

COMO CHEGAR

Desça na estação Notting Hill Gate e siga as placas que indicam o Portobello Road Market.

Nothing Hill
Notting Hill
Nothing-Hill - casas coloridas que eram estábulos
Notting-Hill – casas coloridas que eram estábulos
Pelas ruas de Nothing Hill
Pelas ruas de Notting Hill
Pelas ruas de Nothing Hill
Pelas ruas de Notting Hill
Nothing Hill
Notting Hill
Nome da rua principal
Nome da rua principal
Jpeg
Ruas de Notting Hill

London Eye e Madame Tussauds

London Eye é patrocionado pela Coca-Cola, por isso você encontra com o nome Coca-Cola London Eye. Pra chegar lá eu fui usando a linha de trem até chegar em Waterloo. Veja também mais detalhes neste site, que me ajudou muito na hora de fazer a programação do passeio: Mapa Londres London Eye . Adorei! Mesmo em dia de chuva foi fantástico!! Depois tirei fotos no dia seguinte e estava mais ensolarado! 🙂

Reparem na arquitetura mais clássica ao lado do London Eye. Gigantesca, ao entrar tudo é muito bem cuidado. Ao menos na parte térrea.

Acessos: “The Coca-Cola London Eye is located within easy walking distance from several London Underground stations: Waterloo, Embankment, Charing Cross and Westminster. – See more at: London eye direction

London eye
London eye à esquerda

Para o London Eye e Madame Tussauds eu comprei ingresso antecipado (Veja aqui o site oficial). Quando você compra ingresso no site para o museu Madame Tussauds existem pacotes que você já pode fechar e que ficam um pouco mais barato. Lá no próprio site tem as intruções de como trocar. Fui primeiro no Madame Tussauds e o atendente já me deu o ticket para trocar no London Eye. Lá no London Eye também está bem sinalizado e os seguranças lhe informam disso.

O London Eye é uma roda gigante bem alta e que não pára. Gira bem devagarinho. Levei em torno de meia hora pra fazer a volta completa. Achei ótimo, mesmo chovendo no dia, gostei da visão. Tive a noção como me localizar e me mexer em Londres. Estava desacreditando que eu estava lá. Realmente é fantástico. A cabine é grande. Cabe em torno de umas 15 pessoas tranquilamente.Tem um banquinho no meio. Fácil. Tentei ir no dia seguinte por estar sol… então… eu e todo mundo quis ir… hmm.. não deu. A forma mais fácil de chegar até o London Eye, é passar sentido Westminster .

LONDON EYE

Como chegar:

A London Eye situa-se no South Bank, em Westminster, bem pertinho do Parlamento (onde fica o Big Ben). Para encontrá-la, basta descer na estação de Waterloo ou Westminster. Eu desci na Waterloo e tem bastante indicação para que lado descer.

Encontre London Eye no mapa

Endereço: Riverside Building, County Hall, Westminster Bridge Road, London SE1 7PB

Estações de metrô: Waterloo (Bakerloo, Northern, Waterloo & City e Jubilee Lines) e Westminster (Jubilee, Circle e District Lines)

MADAME TUSSAUDS

Como chegar: 

Endereço: Marylebone Rd, Londres NW1 5LR, Reino Unido

Mapa para chegar ao Madame Tussauds

Metrô: Baker Street (Bakerloo, Circle, Hammersmith & City, Jubilee e Metropolitan Lines)

 

TOWER BRIDGE

Majestosa e imponente! Linda! Emocionante de ver! Quando cheguei eu fiquei realmente emocionada. Parecia que eu já conhecia o local. Cheia de detalhes, toda desenhada, ela é simplesmente linda! Um amigo falou que no filme Sherlock Holmes, na cena em que ele briga, a torre está sendo construída.

A Tower Bridge pode ser confundida pela primeira ponte construída em Londres: a London Bridge. A London Bridge está na lista de conhecer em uma próxima viagem.

Como chegar

Endereço: Tower Bridge Rd, Southwark, London SE1 2UP

Estação de metrô: Tower Hill (Circle e District Lines)

Tower Bridge
Tower Bridge
Tower Bridge mais de perto
Tower Bridge mais de perto
O contraste em frente à Tower Bridge
O contraste em frente à Tower Bridge
Quando a ponte abre para o navio passar
Quando a ponte abre para o navio passar

 

RELÓGIO BIG BEN

Gente! Juro! Fiquei emocionada. Não estava acreditando que eu estava ali de frente com o relógio mais conhecido do mundo! Fiquei parada e escutando as badaladas quando deu 5hs da tarde. Da primeira vez que passei estava menos tumultado. No dia seguinte, como estava sol, tinha muito mais gente. Naquela região tem muito camelô, mendigo e gente de todas as nacionalidades. Tem de tudo. Ficaria ali apreciando por um longo tempo, mas não dava pra vacilar por ali.

Big Ben é o nome do sino, que foi instalado no Palácio de Westminster durante a gestão de Sir Benjamin Hall, ministro de Obras Públicas da Inglaterra, em 1859. Você reparou que a arquitetura clássica, ao menos no centro de Londres, é bem predominante? A identificação da era clássica e industrial é bem marcante. É possível encontrar tijolos à vista e números romanos.

O Big Ben
O Big Ben
Vista do Big Ben
Vista do Big Ben
Big Ben majestoso
Big Ben majestoso

Tirei as fotos com tanta emoção. Queria ficar parada ali. Não queria que o tempo passasse. O cheiro, o vento, o clima, tudo, simplesmente tudo me deixava extremamente feliz. Feliz de estar ali na ponte do Bing Bang. Emocionante. Sei que nem todos vão ter essa sensação. Mas a impressão que eu tive é que em algum momento eu já estive ali. Foi muito bom!

Se tiver oportunidade, visite Londres. Ande devagar, sem pressa. Aprecie esse momento único de conhecer esta surpreendente cidade.

E você? Gostaria de estar ali? Pertinho em Londres? Deixe aqui nos comentários.

Bjs,

Até a próxima.

Fabiola

E nos acompanhe:
→ Instagram: @fabicorderodesignedecoracao

→ Nossa Fan Page: /fabicorderodesignedecoracao

instaFabi faceFabi emailfabi

Credenciada pela ABD sob nº : 15670 – Categoria: Profissional – São Paulo – SP

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s